• Christiane Costa

BEM-VINDA, BENDITA!


Aqui inicio mais um ciclo, composto por ideias e palavras. Para mim é um desafio, principalmente, pelo respeito que tenho por todos aqueles que possuem o dom da escrita. Magos que manipulam as letras e são capazes de criar, de transformar e também de destruir.

Mas vou me arriscar, e espero chegar até você de uma maneira próxima, como pode ser quando nos encontramos para um chá. Como numa conversa de comadres, que flui com o tempo, sem pressa e com contemplação do momento.

Mas quem sou, e o qual o meu propósito? Meu nome é Christiane Costa, mas algumas pessoas me conhecem por Radha (meu nome espiritual). Eu sou uma mulher que se descobriu através do corpo, por meio da experimentação das potencialidades contidas nessa criação perfeita da existência. Como buscadora de mim, encontrei o meu propósito de vida. Hoje, atuo auxiliando outras mulheres que também desejam se (re)conectar com a sua essência, a descobrirem as delícias do corpo e vivenciarem uma sexualidade plena.

Para você, o que seria uma “sexualidade plena”? O senso comum entende a sexualidade por meio dos relacionamentos afetivos, em que ocorre o encontro sexual. Essa é uma visão reducionista da sexualidade e de todo o universo que a permeia. Um bom exemplo são os tabus que ainda envolvem o prazer e o sexo.

Pensando nisso, a minha coluna recebeu o nome: O prazer é nosso. O meu desejo é mostrar a vocês que a sexualidade é, em primeiro lugar, a maneira como lidamos com nós mesmas e depois com o outro (seja ele quem for). O relacionar-se é dinâmico. Evolui a cada momento, a cada descoberta proposta pela sua interação com a natureza e com os seres que a compõem.

Ao escolher essa temática, quero te convidar a deixar as palavras reverberarem em camadas mais profundas, e que te instiguem a descobrir o estado vibracional das suas células. Um estado de graça, plenitude e solitude que é possível acessar quando nos permitimos ser e sentir.

Podemos e devemos gozar dos prazeres da alma e da carne. O chamado é para que a cada dia mais mulheres encontrem a faísca necessária para acender sua força interna. Um poder inerente às mulheres, capaz de gerar sonhos, projetos e principalmente, a vida.

O meu convite, por meio da sexualidade consciente, é mergulhar em si mesma, é se escutar. Que o prazer de habitar o seu corpo se manifeste de forma potente e te conduza a um caminho de autocuidado, autoconhecimento e autorrealização.

Seja bem vinda, bendita!



Posts recentes

Ver tudo
Destaques
Arquivos
Siga-me