• Isa Mota

AMIZADE PARA TODA VIDA!


Dedicado ao aluno Adeilson Pereira dos Santos (O Dé)

Nunca fui de correr de desafios, mas esse era imenso!


Como vencê-lo?


O conteúdo de 200 dias letivos teria que ser vencido em 100, com 4 módulos de 50 minutos por dia! Precisaria de uma boa estratégia!


Tudo se torna fácil quando se tem uma turma com André, Nívia, Sandra, Eliane, Wagner, Silvano, Júnior, Madalena... E existia o Adeilson, carinhosamente chamado de .


Precisávamos correr contra o tempo. Curso noturno, alunos cansados da sobrecarga na rotina de trabalho. Garçonetes, atendentes de padaria, empregadas domésticas (ainda não se exige as expressões ditas politicamente corretas), cobrador de coletivo, atendente de bar, entre outras profissões cujo trabalho é pesado, cansativo.


Decidimos, coletivamente que seríamos os melhores 300 dias de nossas vidas. Professora e alunos felizes. Prometemos que nossa jornada seria de estudos intensos, mas com leveza e alegria.


Na época, havia um artigo em uma revista sobre educação de jovens e adultos contando a experiência de uma escola nos Estados Unidos, no Brooklin, especificamente, onde os professores decidiram experienciar, dizendo para a pior turma de comportamento da escola, que a turma seria A. No final daquele ano, a turma estava, realmente, no mesmo nível da turma A da escola, com um fantástico desempenho. E assim, criamos uma frase de questionamento diário à primeira hora das aulas de Português. —“Quem somos hoje?". E os alunos respondiam em coro. —“Pessoas melhores que ontem!"


Foi confeccionada uma apostila de Língua Portuguesa cujo conteúdo era o mesmo da escola Marista de Belo Horizonte. Muitos alunos se surpreenderam com o nível de desempenho da turma diante de tal desafio. Não me surpreendi, pois acredito, sempre no potencial de cada aluno. Ao final, de um ano e meio, onde concluíram o ensino médio, vários aprovados nos vestibulares das melhores faculdades de BH. Direito, Mecatrônica, Enfermagem e por ai vai...


Para atraí-los para as aulas de sexta-feira, tinha o encontro após a aula, no Restaurante 5800, situado à Avenida Amazonas. Era tudo que precisávamos para recarregar as baterias para a próxima semana. Muita música, piadas, sorrisos, “zoação”, danças (forró a quatro pernas e duas rodas), paqueras e cervejas (kkk por que ninguém é de ferro).


Devemos a maior parte dessa alegria, companheirismo e integração ao Adeilson, o Dé, que com sua maneira “especial” de ser humanamente ESPECIAL, alegrava a todos com suas histórias onde transformava suas dificuldades em alegre e divertido sucesso.


Exemplo de ser humano, que conhece todos os que circulam a sua volta, pelo nome; as atendentes da padaria, do supermercado, etc. Um presente para todos nós, criando laços de amizade que perduram até os dias de hoje. Amigo leal e sincero. Um vencedor diante de tantas adversidades encontradas para uma pessoa portadora de deficiência física, cadeirante em uma cidade que o poder público pouco se importa com a condição dos especiais. O Dé, hoje, com uma esposa maravilhosa e filhos, continua aquele mesmo aluno, alegre, de bem com a vida, nos ensinando a seguir a vida com leveza e gratidão.


Para o Dé, a vida é feita de traços mapeados pelo criador com singeleza e tranquilidade, emprestando formas condizentes ao amor sutil de um beija-flor a passear pelas flores de um pé de boldo.


Gratidão por você existir, por sua amizade, por seu querer bem sem distinção.


Somos pessoas melhores depois de você passar por nossas vidas!


Gratidão para sempre, pelo aprendizado!


“Bendito” Projeto A Caminho da Cidadania”


Ementa:

Resolução nº 9433/98 MG 17/6/1998 Institui o Projeto "A Caminho da Cidadania", implantando a estratégia pedagógica de aceleração de estudos, para o Ensino Médio, destinada a alunos com atraso no seu processo de escolarização O Secretário de Estado da Educação, no uso de suas atribuições e com fundamento na alínea "b", inciso V, do artigo 24, da Lei Federal nº 9394, de 20 de dezembro de 1996, tendo em vista a política educacional da Secretaria em estabelecer condições para que o processo educativo se desenvolva, nas escolas, de modo satisfatório e por considerar que a aceleração de estudos ao eliminar a distorção idade/série no Ensino Médio.

Resolve:

Art. 1o. - Fica instituído, em caráter excepcional, nas escolas estaduais, o Projeto "A Caminho da Cidadania", para oferecimento da estratégia pedagógica de aceleração de estudos destinado aos alunos com atraso no seu processo de escolarização. Art.2o. - A aceleração dos estudos funcionara mediante o regime de progressão continuada compreendendo 3 (três) períodos letivos. Parágrafo único- Cada período letivo deve prever: 1- 100 dias letivos; 2- carga horaria semestral de 400 módulos aula; 3- dia letivo com 04 (quatro) módulos aula de 50 minutos cada um. Art.3o. - A estratégia pedagógica de aceleração de estudos exige frequência obrigatória de 75% da carga horaria total do período.


Destaques
Arquivos
Siga-me