• Carla Pepe

CHEIRO DE JASMIM


Com nervos a flor da peleTrancadaSou obrigada A me olhar

Nada aqui dentro cala

Tento não escutar.

Fico em silêncio

Para ver se tudo emudece

No entanto, é no escuro

que minha alma anoitece

Não tenho para onde ir

a não ser para dentro de mim

Já coloquei até um jarro

cheio de jasmim

Para me ajudar no processo

de me autoconhecer

Luz e sombra

até o amanhecer

Sou eu

essa mesma

que me dei a conhecer

Os silêncios que escuto

Os barulhos que discuto

Sobrevivendo neste mundo bruto

Aqui dentro sinto cheiro de jasmim

98 visualizações
Destaques
Arquivos
Siga-me