• Rubia Arce Administradora do Blog

RECIPROCIDADE


O assunto hoje é Reciprocidade, e eu gostaria muito que você lesse com o mesmo carinho com o qual escrevo. Uma palavra de significado bonito, mas que resume em si o motivo principal que mantém ou encerra relacionamentos. Seja qual for a natureza deles.


Sempre penso nas inúmeras possibilidades que temos de encontrar em nosso caminho pessoas que farão parte da nossa vida. Desde a infância, quando conhecemos nossa família, na vizinhança e na escola, onde conhecemos nossos primeiros amigos. Depois, na faculdade e no trabalho, fase que talvez conheçamos pessoas que farão parte da nossa vida até o fim.


Por definição, reciprocidade significa dar e receber na mesma proporção. Ou seja, dar o que recebe. Seja bom ou não tão bom assim. Quando pessoas oferecem o melhor de si e recebem o mesmo bem, representa aquele tempero nas relações, seja entre amigos, parentes, amores. Qualquer relação em que haja o compromisso de manterem-se unidos.


Mas, reciprocidade no sentido positivo, vai além. Quando se age com reciprocidade a partir de um bem recebido, se está dizendo ao outro: “Eu me importo com você.” “Eu me lembro do que fez por mim e, por isso, faço questão de retribuir.” E é neste momento que o outro sabe que aquele relacionamento é verdadeiro. Porque essa reciprocidade é característica de quem se importa. De quem está atento ao que o outro sente, ao que o outro está passando. Pois, é preciso estar atento para não perder a hora certa de retribuir.


Reciprocidade é um substantivo feminino que significa mutualidade, representando a característica do que é recíproco. Amor mútuo, amizade mútua, consideração mútua... É quando se tem consciência de que se fez muito por alguém e se sabe que a pessoa faz o mesmo por nós. Porém, também podem ser mútuos a indiferença, o desprezo, a falta de atenção e cuidado.

Não. Não significa que fazemos bem aos outros esperando algo em troca. Aqui não falo sobre expectativas ilusórias criadas ou favores por puro interesse, embora, isso seja facilmente confundido. Reciprocidade é a troca natural que acontece entre duas pessoas que desejam manter-se unidas, seja por uma amizade sincera, ou um amor. É preciso entender que isso envolve amor próprio, quando você se mantém perto de pessoas que têm algo de bom a acrescentar à sua vida e estão dispostas a isso e você à vida delas. Assim, não há sobrecarga para nenhum dos lados, e se mantém um relacionamento equilibrado e saudável.


Da mesma forma, quando se percebe que o que você oferece de bom não é recíproco, é hora deixar ir. Assim como se pode ser recíproco quando nos oferecem bons sentimentos e atitudes, também é possível ser indiferente quando é isso que nos entregam. E também significa amor próprio.


É muito bom sentir que alguém nos acompanha, que se importa conosco, que reconhece a importância da nossa presença em sua vida. Pessoas que se desdobram para nos cuidar quando estamos carentes de ajuda, que estão sempre prontas a nos ajudar. Mas, para manter essas pessoas em nossas vidas, é preciso ser assim com elas também. Porque um dia a pessoa pode olhar com mais atenção para este relacionamento e perceber que sempre foi ela a acolher, só ela cuida, só ela aconselha, só ela contribui. E quando a pessoa percebe que essa amizade ou amor somente a sobrecarrega e não recebe absolutamente nada, ela entende que não vale a pena continuar.


Seria hipocrisia dizer que não esperamos nada das pessoas. Na verdade, um pouco de orgulho, também. Uma forma de nos defendermos de eventuais decepções. Quando eu digo que não espero nada de um amigo ou de um amor, quero mostrar que, já que eu não espero nada, o que vier de bom é lucro. E o que vier de ruim, eu não vou ligar. Quero me mostrar superior a sentimentos e emoções que esses relacionamentos podem me trazer.


Sim, precisamos das pessoas. Sim, sempre esperamos algo das pessoas com as quais nos relacionamos. Seja no trabalho, na família, nas amizades, sempre há o que esperar. E não devemos nos envergonhar disso. A não ser que tomemos isso em níveis patológicos. Mas isso seria outra história.


O que eu quero dizer a você, hoje, é que procure por relacionamentos recíprocos, procure por pessoas que estarão lá quando você precisar. Mas seja esta pessoa também. Olhe mais atentamente para as pessoas à sua volta e se pergunte se você tem feito por elas o mesmo que fizeram por você. Se tem dedicado a elas o cuidado que um dia elas dedicaram a você. Seria um excelente exercício para sua vida. Tenho certeza que você tem pessoas incríveis à sua volta, para quem vale a pena ser melhor.


E... Desapegue-se do que não é recíproco.


Luz e paz!

Até a próxima!


179 visualizações
Destaques
Arquivos
Siga-me